CURITIBA NOTÍCIA

Kimitachi aposta em delivery 100% online

single image

Comprar comida pela internet e receber em casa ou no escritório movimenta cada vez mais a economia e facilita o dia a dia. Dados da Associação Brasileira de Bares e Restaurantes (Abrasel) estimam que o mercado de delivery faturou mais de R$ 8 bilhões em 2012. Outra pesquisa, realizada pela empresa de consultoria e varejo GS&MD – Gouvêa de Souza, aponta que 59% dos brasileiros pedem comida em casa ou no escritório.

O Kimitachi, rede de restaurantes de comida japonesa, possui três anos de existência e três unidades, sendo duas em Florianópolis (SC) e uma franquia em Curitiba (PR). A empresa desenvolveu um modelo de negócio específico para esta área, que alia tecnologia, inovação, segurança alimentar, qualidade e personalização, atuando com os mais modernos conceitos de gestão de relacionamento com o cliente.

“A ideia surgiu quando o sócio Carlos Eduardo constatou a falta da opção de sushi delivery ao tentar fazer o pedido em sua casa. Na época, ele estava fazendo o trabalho de conclusão de curso na universidade e decidiu montar um plano de negócio que resultou na criação do Kimitachi”, afirma Paulo Hashimoto, sócio-gestor.

A empresa foi pioneira em criar um sushi 100% delivery e instalar câmeras na cozinha do restaurante, passando o conceito de transparência para o cliente. A ideia fez sucesso entre os consumidores, tanto que mais de 60% dos clientes pedem mais de uma vez no Kimitachi e 30% dos que ingressam continuam comprando ao menos uma vez por mês. Hoje, mais de 58% dos clientes possuem entre 20 e 30 anos.

Experiência de compra – A proposta do Kimitachi é inédita e utiliza diferentes tecnologias para transformar a compra de comida japonesa em uma experiência única. “O uso das tecnologias integradas permite que o cliente possa acompanhar toda preparação do sushi por meio  das imagens que são filmadas em tempo real. O consumidor também pode saber quem é o motoboy que irá entregar o pedido e, no final, dar o feedback. Tudo isso serve para oferecer mais transparência, conquistando a confiança e garantindo a satisfação”, destaca o sócio-gestor Carlos Eduardo Souza. Hoje, 48% dos clientes deixam feedback.

A empresa está sempre inovando no sistema online e nos serviços. Todas as tecnologias utilizadas são desenvolvidas pelo próprio Kimitachi, com o objetivo de integrar processos, colaboradores e clientes, gerando produtos e serviços coerentes com as necessidades do mercado de food service.

Uma delas é o sistema de vendas, criado especialmente para atender às necessidades de empresa. “Vender comida japonesa por telefone tornaria a operação da rede inviável no modelo que queríamos implementar, com pedidos totalmente personalizados. Com a ajuda de pesquisas frequentes de potenciais clientes e com um dos sócios se dedicando a programar a ferramenta, conseguimos chegar ao modelo Kimitachi de vendas online, totalmente diferente das alternativas do mercado, construído especificamente para vender sushi”, afirma Hashimoto.

Você pode gostar